Pais Conscientes

Crenças e Auto – Sabotagem
15 de julho de 2015
Realidade
7 de dezembro de 2015

Bruce Lipton um cientista internacionalmente conhecido, (participou do projeto genoma), afirma que os seres humanos não nascem com genes que os tornem violentos. A violência humana não é algo inerente, genético ou um instinto “animal”. Temos a habilidade e a obrigação de eliminá-lo, diz Bruce.
De onde vem o que acreditamos ser esse instinto violento? Acredito que somos seres espirituais vivendo uma experiencia terrena que precisamos de muito amor para sobreviver tanto quanto do alimento. A violência vem da interpretação errônea do Amor. A maioria das pessoas não se casam por amor e sim por paixão e carência, para que o outro atenda as suas necessidades. Se suas necessidades não forem alcançadas pelo parceiro ele é alvo de nossa raiva.
Surge o medo, a magoa, a insegurança, e com isso, aumenta a carência e as exigências: “Quero mais …” Nas relações intimas expressamos então nossos piores sentimentos, maltratamos o outro.
O amor não machuca, não fere. O amor traz PAZ, tem compaixão, empatia, gentileza.
Quando os seres estão mais evoluídos, o casamento acontece por outra necessidade, que não é egoísta. É uma necessidade de evolução, e expansão. Onde duas pessoas caminham lado a lado expressando todos os sentimentos do Amor gentileza, compreensão, empatia, tranquilidade. Este casal exercerão uma paternidade – maternidade consciente: Seus comportamentos e atitudes bem como suas emoções programam a vida de seus filhos.
Assim o melhor incentivo para o crescimento das crianças é o AMOR.